Vamos manter a chama acesa?

Porquê esta Conferência?

A recém-criada  Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo é fruto de uma reflexão cuidada do Governo Regional acerca do futuro que se pretende para os Açores. O reconhecimento da afinidade natural destes três sectores é um sinal claro da adoção de uma estratégia de prosperidade firmemente alicerçada nos princípios do desenvolvimento sustentável.

Atendendo à importância de preservar o nosso património natural e cultural, e de ao mesmo tempo criar riqueza equitativa e duradoura; dos imperativos internacionais de governação climática rumo a uma economia global de baixo carbono; e do aumento da pressão populacional no planeta e na região, torna-se imprescindível reforçar a estratégia turística dos Açores com uma orientação clara no sentido do turismo sustentável, adaptado à nossa realidade local e resiliente face aos desafios globais que se nos apresentam. 

2017 foi declarado pela Organização das Nações Unidas como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. Ao abrigo das celebrações deste ano decorreram vários eventos um pouco por todo o Mundo, que visaram analisar, celebrar ou declarar compromissos face ao turismo sustentável.

Os nossos trabalhos tiveram por objetivo aproveitar o valor mediático de 2017 para projetar a Região como destino turístico sustentável, trazendo especialistas internacionais e assumindo um compromisso multissetorial com o desenvolvimento sustentavel. Foi uma oportunidade única de projetar a Região a nível internacional, e de criar reconhecimento pelo destino.

A metodologia por detrás deste evento internacional teve por base a troca de conhecimentos e informação, bem como o espírito de colaboração necessário para a obtenção de valor partilhado como ponto de partida para uma mudança e ação coletivas.

A conferência foi um local de aprendizagem e divulgação da teoria e prática do Turismo Sustentável, com uma marcada vertente de trabalho e operacionalização. Os oradores convidados foram governantes, líderes empresariais e académicos nacionais e internacionais com percursos reconhecidos nesta área, e trouxeram para o evento e para a região o conhecimento e conselhos práticos necessários à análise e debate sobre o rumo necessário para promover a Região Autónoma dos Açores como destino turístico sustentável. 

Para nos orientar nesta trajetória, foi levado a cabo um levantamento e diagnóstico da posição da Região face a critérios internacionais de sustentabilidade. Como complemento, houve intervenções de atores de destinos reconhecidos como sustentáveis, bem como uma sessão de grupos de trabalho de stakeholders regionais. Estes grupos analisaram os desafios e oportunidades da região enquanto destino turístico sustentável, com amplas oportunidades para debate e discussão aberta. Pretende-se que esse conhecimento acerca de onde nos encontramos em relação aos critérios internacionais de turismo sustentável nos permita definir o benchmark apropriado e desejado para a região.

O fecho da conferência espelhou o conceito de responsabilidade corporativa e governativa, culminando numa sessão de compromissos públicos em que diversos atores se comprometeram com metas de sustentabilidade definidas a curto, médio e longo prazo.

Programa

O alinhamento teve um modelo inovador que incluiu sessões focadas no temas de destinos de sustentabilidade, e sessões com várias curtas apresentações de modelos de negócio e/ou de governação alinhados com o objetivo de sustentabilidade, fazendo recurso a exemplos de dentro e fora da Região para inspirar os participantes e delegados da conferência. Além disso, foi parte integrante do congresso o feedback participado dos processos de levantamento e diagnóstico, e da execução dos Grupos de Trabalho - momentos de análise interna da Região que muito contribuíram para um entendimento mais alargado da nossa posição face a standards internacionais de turismo sustentável.

 

09:00 - 09:30 Inscrição & Boas-Vindas

09:30 - 09:40 Sessão de Abertura: Câmara Municipal da Lagoa

Cristina Calisto
Cristina Calisto

Presidente da Câmara Municipal da Lagoa

09:40 - 09:55 Sessão de Abertura: Presidência do Governo Regional dos Açores

Vasco Cordeiro
Vasco Cordeiro

Presidente do Governo Regional

09:55 - 10:25 Palestra #1: Turismo para o Futuro do Planeta: A Visão da Organização Mundial de Turismo

Christopher Imbsen
Christopher Imbsen

Organização Mundial do Turismo

10:25 - 10:45 COFFEE BREAK

CORES
CORES

Degustação de produtos de Economia Solidária

Delta Cafés
Delta Cafés

Café Biológico

Frutaçor
Frutaçor

Compotas Regionais

10:45 - 11:15 Palestra #2: Critérios Global Sustainable Tourism Council para Destinos Sustentáveis

Luigi Cabrini
Luigi Cabrini

Presidente do Global Sustainable Tourism Council

11:15 - 12:00 Palestra #3: Gestão de Destinos Sustentáveis

David Simmons
David Simmons

Professor de Turismo na Universidade de Lincoln e Presidente do Eartcheck Global Research Institute (Australia)

12:00 - 12:30 Discussão & Debate Plenário

 Elsa Soares
Elsa Soares

Moderadora

Christopher Imbsen
Christopher Imbsen

Organização Mundial do Turismo

David Simmons
David Simmons

Professor de Turismo na Universidade de Lincoln e Presidente do Eartcheck Global Research Institute (Australia)

Luigi Cabrini
Luigi Cabrini

Presidente do Global Sustainable Tourism Council

12:30 - 14:00 ALMOÇO

Food Protection
Food Protection

Segurança e Qualidade Alimentar

14:00 - 14:15 Sessão de Abertura: Secretaria de Estado do Turismo

Ana Mendes Godinho
Ana Mendes Godinho

Secretária de Estado do Turismo

14:15 - 16:15 Sessão "Speed Networking" #1: Líderes de Turismo Sustentável nos Açores

António Maçanita
António Maçanita

Azores Wine Company

Bruno Raposo
Bruno Raposo

HáMar

Carla Mota
Carla Mota

Certificação Miosótis

Célia Pereira
Célia Pereira

CRESAÇOR - Azores For All

Dina Nunes
Dina Nunes

Café da Fajã dos Vimes

Gilberto Vieira
Gilberto Vieira

Quinta do Martelo

Jaime Sousa
Jaime Sousa

Quinta do Bom Despacho

Jesse James
Jesse James

Walk & Talk

João Leandro
João Leandro

Moinho Mó da Praia

Mário Leal
Mário Leal

Azores Trail Run

Rita Carrilho
Rita Carrilho

Ilha a Pé

Sílvio Gonçalves
Sílvio Gonçalves

Aldeia da Cuada

Vasco Medeiros
Vasco Medeiros

Direção Regional dos Recursos Florestais

16:15 - 16:45 COFFEE BREAK

CORES
CORES

Degustação de produtos de Economia Solidária

Delta Cafés
Delta Cafés

Café Biológico

Frutaçor
Frutaçor

Compotas Regionais

16:45 - 18:45 Sessão "Speed Networking" #2: Líderes de Turismo Sustentável em Portugal e no Mundo

Bárbara Costa
Bárbara Costa

Terra do Sempre

David Harland
David Harland

Eden Project International

Diogo Areosa
Diogo Areosa

ImpacTrip

Francisco de Mello Breyner
Francisco de Mello Breyner

Zmar Eco Experience

Inês Costa
Inês Costa

Ministério Ambiente - Economia Circular

Mafalda Evangelista
Mafalda Evangelista

Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável

Mário Parra da Silva
Mário Parra da Silva

UN Global Compact Network

Nuno Lavrador
Nuno Lavrador

upnorth

Nuno Veloso
Nuno Veloso

Cocoon Eco Design Lodges

Philippe Moureau
Philippe Moureau

Reserva da Bioesfera da Ilha do Príncipe

Ricardo Ceia
Ricardo Ceia

Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves

Rita Gomes
Rita Gomes

Offline Portugal

Roland Bachmeier
Roland Bachmeier

Galo Resort

Sophie Lewis
Sophie Lewis

World Cetacean Alliance

18:45 Fecho do Primeiro Dia de Conferência

20:30 JANTAR DA CONFERÊNCIA

09:00 - 09:30 Inscrição & Boas-Vindas

09:30 - 10:15 Palestra #4: A Experiência de certificação no destino de Huatulco, no México

Lorenzo Ocampo
Lorenzo Ocampo

Consultor FONATUR e Fundador do Programa de Baixo Carbono de Huatulco (Mexico)

10:15 - 11:00 Grupos de Trabalho: Análises SWOT e Prioridades

11:00 - 11:30 COFFEE BREAK

CORES
CORES

Degustação de produtos de Economia Solidária

Delta Cafés
Delta Cafés

Café Biológico

Frutaçor
Frutaçor

Compotas Regionais

11:30 - 12:15 Apresentação do Levantamento e Diagnóstico da Região

Daniel Frey
Daniel Frey

CEO da Green Growth

Joana Borges Coutinho
Joana Borges Coutinho

Fundadora da Sustain Azores

Kathleen Pessolano
Kathleen Pessolano

Gestora de Destinos, Global Sustainable Tourism Council

12:15 - 13:00 Discussão e Debate Plenário

moderado por Elsa Soares

Daniel Frey
Daniel Frey

CEO da Green Growth

Joana Borges Coutinho
Joana Borges Coutinho

Fundadora da Sustain Azores

Jorge Catarino
Jorge Catarino

CEO e fundador da JAC

Kathleen Pessolano
Kathleen Pessolano

Gestora de Destinos, Global Sustainable Tourism Council

Lorenzo Ocampo
Lorenzo Ocampo

Consultor FONATUR e Fundador do Programa de Baixo Carbono de Huatulco (Mexico)

Susana Carvalho
Susana Carvalho

CEO da J.W.T. Lisboa

13:00 - 14:30 ALMOÇO

Food Protection
Food Protection

Segurança e Qualidade Alimentar

14:30 - 15:00 Lançamento de Projecto Piloto Tecnológico em Turismo Sustentável

Philippe Moureau
Philippe Moureau

Reserva da Bioesfera da Ilha do Príncipe

15:00 - 15:20 Sustentabilidade e Futuro das Empresas

15:20 - 16:00 Sessão Pública de Compromissos: Assinatura da Cartilha de Sustentabilidade

16:00 - 16:30 Encerramento da Conferência: O Compromisso do Governo Regional dos Açores

Marta Guerreiro
Marta Guerreiro

Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo

Oradores

Oradores Principais

Os oradores principais foram figuras centrais do evento, fazendo o enquadramento do mesmo em termos do seu propósito-chave. Estrategas da nossa rota, traçaram no nosso mapa o rumo dinâmico que parte do local para o global, regressando depois aos exemplos práticos a nível local.

 

Vasco Cordeiro

Vasco Cordeiro

Presidente do Governo Regional

Marta Guerreiro

Marta Guerreiro

Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo

Ana Mendes Godinho

Ana Mendes Godinho

Secretária de Estado do Turismo

Cristina Calisto

Cristina Calisto

Presidente da Câmara Municipal da Lagoa

Luigi Cabrini

Luigi Cabrini

Presidente do Global Sustainable Tourism Council

Christopher Imbsen

Christopher Imbsen

Organização Mundial do Turismo

David Simmons

David Simmons

Professor de Turismo na Universidade de Lincoln e Presidente do Eartcheck Global Research Institute (Australia)

Lorenzo Ocampo

Lorenzo Ocampo

Consultor FONATUR e Fundador do Programa de Baixo Carbono de Huatulco (Mexico)

Kathleen Pessolano

Kathleen Pessolano

Gestora de Destinos, Global Sustainable Tourism Council

Susana Carvalho

Susana Carvalho

CEO da J.W.T. Lisboa

Jorge Catarino

Jorge Catarino

CEO e fundador da JAC

António Raposo de Lima

António Raposo de Lima

Presidente da IBM Portugal

Oradores "Speed Networking"

As intervenções em formato "Speed Networking" foram essenciais para estabelecer contactos e reforçar a componente experiencial da conferência. Este formato inovador consistiu em dar curtas janelas de intervenção a um número alargado de palestrantes, conseguindo assim reunir alguns dos melhores casos de estudo de boas práticas no turismo sustentável, tanto a nível local como nacional e estrangeiro. Estes foram os intrépidos navegadores que nos deram conta das novas terras que encontraram, dos bons e maus ventos pelo caminho, e das recompensas dos seus feitos pioneiros.

 

Grupos de Trabalho

A sessão de grupos de trabalho consistiu na apresentação de uma análise preliminar e interna do ponto em que se encontra a Região face a critérios de sustentabilidade, e que foi levada a cabo antes do evento com o "coaching" de especialistas nacionais. Estes missionários de reconhecimento trouxeram notícia de quanto mar já foi corrido, e estimar quanto falta para chegarmos a bom porto.

 

Gestão e Promoção do Destino
Energia, Ambiente e Alterações Climáticas
Legislação e Governação
Cultura, Educação e Emprego

Sessão de Compromissos

A sessão de compromissos consistiu na assinatura de uma cartilha de sustentabilidade, em que os diversos intervenientes assumiram o compromisso de internalizar os objetivos do desenvolvimento sustentável na gestão das suas empresas e organizações, e de concertar as suas estratégias com a imagem da região enquanto destino turístico de sustentabilidade. Esta armada veio para acompanhar o nosso navio, seguindo no rumo do turismo sustentável - quem sabe não seremos testemunhas de feitos históricos de navegação?

 

Cartilha

Subscrições abertas

 

 

 

Cartilha JPEG.png

 

 

Subscritores Aprovados para 2018

Abaixo pode consultar uma lista das empresas e  organizações que se comprometeram com objetivos de desenvolvimento sustentável para 2018, e cujas candidaturas já foram validadas e aprovadas. Basta clicar no nome da entidade e poderá consultar os seus objetivos para 2018. 

 

7 Cidades Lake Lodge

  • 1. Aderir ao modelo de certificação 'Miosótis' durante 2018
  • 2. Promover 2 Actividades de Sensibilização e Aprendizagem sobre a Cultura do Ananás e as plantas endémicas dos Açores com os alunos da Escola Básica das Sete Cidades durante 2018
  • 3. Disponibilizar 4 noites por ano no 7 Cidades Lake Lodge para eventos de carácter desportivo/ ambiental promovidos nas Sete Cidades

A.C. Cymbron, S.A

  • 1. Diminuição da fatura da água e electricidade em 10%
  • 2. Iniciar a frota eléctrica na rent-a-car do grupo (Azores Easy Rent), através da aquisição de dois veículos elétricos em 2018
  • 3. Acção de voluntariado com os colaboradores da empresa: remodelar uma casa na comunidade onde estamos inseridos, durante 2018

ACEESA

  • 1. Incluir expressamente os ODS em todas as ações da ACEESA, a partir do ano 2018
  • 2. Contactar todos/as assinantes do compromisso "Açores a Cores - Promoção para o Desenvolvimento com Sustentabilidade” a subscreverem a Cartilha da Sustentabilidade dos Açores, durante o 1.º Semestre de 2018;
  • 3. Promoção da "Igualdade de Género em contexto de trabalho" informando, disseminado e formando até 10 entidades organizacionais, no contexto da sustentabilidade durante 2018

Administração Solmar, Lda.

  • 1. Redução de consumos (água, luz, papel) em 5% durante 2018
  • 2. Formação de colaboradores em gestão de sustentabilidade com inicio em 2018
  • 3. Substituição progressiva da atual frota por veículos elétricos, com compromisso de aquisição de exclusiva de elétricos na gama de ligeiros de passageiros

AHRESP -Delegação -AÇORES

  • 1. Trabalhar junto do canal Horeca para formação especializada de sustentabilidade para novos postos de trabalho
  • 2. Compromisso de captação de jovens para os sectores ligados ao turismo, em percentagem igual ao do crescimento turístico
  • 3. Trabalhar no compromisso do canal horeca com a gestão dos resíduos, implementando separação em pelo menos 100 unidades de restauração durante 2018

Apartamentos Turísticos do Solar do Conde

  • 1. Aumentar a produção e utilização de energia renovável, com a instalação de 10 painéis solares para aquecimento de águas, até final de 2020.
  • 2. Reduzir o consumo elétrico em 10% até ao final de 2018, através da substituição das lâmpadas atuais por lâmpadas LED, bem como da sensibilização e utilização racional da energia elétrica no nosso empreendimento.
  • 3. Reduzir o consumo de papel em 10% através do envio de documentação por e-mail e da substituição integral do suporte papel por papel reciclado, até ao final de 2018.

ARRISCA

  • 1. Reduzir a utilização de papel em 15% durante 2018
  • 2. Reduzir o consumo de água em 15% durante 2018
  • 3. Reduzir o consumo de energia eléctrica em 15% durante 2018

Atlânticoline, S.A.

  • 1. Redução de 5% no consumo de papel e água nas instalações administrativas da Atlânticoline, S.A. durante 2018
  • 2. Formação interna a 10% dos efetivos, no âmbito da temática "Gestão e Valorização de Resíduos" durante 2018
  • 3. Alocação de 5% do volume total da faturação da operação sazonal a uma tarifa de 3.º idade, proporcionando aos passageiros idosos acesso facilitado aos serviços de transporte da Atlânticoline, S.A. cominicio em 2018

Azores Green Villas

  • 1. Aumentar em 20% a incorporação de materiais endógenos nas novas edificações até final de 2018
  • 2. Empregar e formar 1 activo residente na ilha durante 2018
  • 3. Incorporação de sistemas eficientes de fornecimento de aquecimento e ambiente e de águas em todas as novas edificações e proceder a substituição gradual dos sistemas existentes até 2020

AZORFISK

  • 1. Reduzir em 2018 as Quebras de Pescado nos Kilos comprados em 1% face a 2017
  • 2. Reduzir em 2018 o Consumo de Gasóleo em litros por Kilo de Peixe Comprado em 2,5% face a 2017
  • 3. Reduzir em 2018 o Consumo de Água em m3 por Kilo de Peixe Comprado em 2,5% face a 2017

AZORINA, S.A.

  • 1. Atingir 50% da população escolar matriculada em 17/18 com ações do Programa Educativo Parque Escola e aumentar em 3% o nº de participantes no Parque Aberto face a 2017
  • 2. Melhorar a qualidade de visitação dos Centros Ambientais dos Açores com instalação de áudio-guias e remodelação de dois espaços de interpretação em 2018;
  • 3. Implementar em pleno os Planos Internos de Gestão de Resíduos e diminuir em 1% o consumo de energia elétrica da rede de Centros Ambientais da RAA durante 2018.

Câmara do Comércio de Ponta Delgada

  • 1. Redução do consumo de energia em 10%
  • 2. Redução do consumo de água em 10%
  • 3. Proceder à divulgação de políticas de sustentabilidade e envolver pelo menos 6 empresas nesta área

Câmara Municipal de Lagoa

  • 1. Redução do consumo de papel em 10% até 2020
  • 2. Redução do consumo de energia elétrica em 15% até 2020
  • 3. Zero lixo para aterro até 2020

Câmara Municipal de Ponta Delgada

  • 1. Reforçar a frota elétrica através da aquisição de, no mínimo, 2 viaturas em 2018
  • 2. Dar formação específica em gestão de sustentabilidade ao vereador do ambiente e a um dirigente da área orgânica com competência no ambiente
  • 3. Banir o uso águas engarrafadas nos edifícios dos Paços do Concelho

Câmara Municipal de Vila Franca do Campo

  • 1. Formação de 1 ativo da CMVFC em gestão de sustentabilidade em 2018
  • 2. Reduzir consumos per capita de água, papel e eletricidade em 10% nos escritórios e edifícios
  • 3. Banir o uso de água engarrafada na CMVF

Cooperativa União Agrícola

  • 1. Redução do consumo de energia eléctrica em 7% até final de 2020
  • 2. Redução do consumo de gasóleo das viaturas e equipamentos em 8% até 2020
  • 3. Redução da utilização de sacas de rafa em 5% até 2020

CRESAÇOR - Cooperativa Regional de Economia Solidária CRL.

  • 1. Redução do consumo interno de papel em 15% durante 2018
  • 2. Desenvolvimento interno, durante 2018, de uma política de compras éticas que vise a substituição gradual de consumíveis por alternativas mais responsáveis
  • 3. Alargar em 2018 o projeto "sertã solidária", apoiando a abertura de uma nova unidade de recolha e distribuição através de parceria com uma freguesia adicional às existentes.

Direção Regional das Obras Públicas e Comunicações

  • 1. Redução de 5% do consumo de eletricidade, através da implementação e reforço de medidas de eficiência energética nos edifícios da SRTOP
  • 2. Redução de 5% do consumo de combustíveis fosseis, através da implementação de gestão de consumos e gestão da frota de viaturas ligeiras, pesadas e máquinas da SRTOP
  • 3. Implementação de medidas de separação e encaminhamento de resíduos ao nível de todos os edifícios, estaleiros e parques de máquinas da SRTOP

Eletricidade Dos Açores (EDA)

  • 1. Apoiar 400 clientes que instalem termo-acumuladores elétricos para aquecimento de águas sanitárias no ano 2018, desde que adiram a tarifas eficientes de eletricidade, designadamente bi-horária e tri-horária.
  • 2. Reduzir em 10% o consumo de energia nos edifícios de serviços e industriais do Grupo EDA no ano 2018
  • 3. Todas as novas aquisições de viaturas são elétricas desde que no mercado existam viaturas elétricas com as mesmas funções. Prevê-se adquirir 14 novas viaturas elétricas em 2018.

Empreendimentos Turísticos do Colégio, Lda

  • 1. Fazer um diagnóstico da situação actual do Hotel do Colégio em termos de desempenho ambiental durante 2018
  • 2. Calcular a pegada de carbono do Hotel do Colégio durante 2018, usando a ferramenta desenvolvida pelo HMCI Hotel Carbon Measurement Initiative
  • 3. Desenvolver um plano de acção ambiental e concorrer ao galardão Miosótis durante 2018

Épico

  • 1. Organizar mensalmente um trilho pedestre para a população local e incluir um percurso pedestre na ilha em cada atividade comercial, reduzindo cerca de 3 kms por dia de uso da carrinha (84 kms/mês)
  • 2. Utilizar apenas produtos locais em todas as atividades de pic-nic realizadas durante 2018
  • 3. Organizar 5 eventos de limpeza de áreas em que realizamos atividades durante o ano de 2018

Finançor Agro-Alimentar, SA

  • 1. Reduzir 3% do consumo de água da Rede Pública em 2019
  • 2. Reduzir os consumos específicos de energia de acordo com o SGCIE, em 6% até 2023
  • 3. Aumento da proporção de resíduos encaminhados para valorização em detrimento do envio para aterro, com meta de 1% para 20

Frutaçor

  • 1. Desenvolver, durante 2018, um código interno de ética e conduta
  • 2. Assumir uma política interna de Zero Lixo para aterro em 5 anos (até 2022)
  • 3. Reduzir em 15% do teor de açucar nos doces até final de 2019

Futurismo Azores Adventures

  • 1. Erradicação em 2018 da utilização de plástico nas refeições providenciadas aos clientes durante os nossos tours
  • 2. Elaboração em suporte digital durante 2018 de um "Guia de viajante responsável nos Açores" para divulgação junto dos nossos clientes
  • 3. Aumentar em 10% o número de eventos ao abrigo do programa "give back to communities" (inc. eventos desportivos, organização de palestras, eventos educativos e viagens escolares de observação de cetáceos)

Grupo Azoris

  • 1. Reduzir o consumo de energia no Grupo Azoris em 5% até final de 2019
  • 2. Diminuir o consumo de água no Grupo Azoris em 5% até final de 2019
  • 3. Obter o nivel 4 do Galardão Miosótis no Grupo Azoris até final de 2018

Grupo Bensaude

  • 1. Crescimento em 2018 , de 10% do volume anual de horas de formação profissional, no Grupo Bensaude
  • 2. Aumento da otimização e eficiência no consumo de água e energia, por parte da Bensaude Hotels, resultando numa diminuição efetiva de 5% de consumo per capita em 2018
  • 3: Incentivo à produção local e redução das importações de frescos até 2020, através do aumento em 30% do nº de produtores e cooperativas associados ao Clube de Produtores INSCO; e aumento dos atuais 320 produtos com a Marca Açores, promovidos pela INSCO

Grupo Ciprotur - Hotéis Antillia e Ponta Delgada

  • 1. Otimizar a eficiência energética, com uma redução de consumo de 5% em 2018
  • 2. Reduzir em 5% o consumo de água durante 2018
  • 3. Aumentar em 5% a utilização de produtos/fornecedores regionais

Grupo Ilha Verde

  • 1. Aquisição de 12 viaturas elétricas para a frota da Ilha Verde Rent-a-car durante 2018
  • 2. Instalação de um carregador rápido para Viaturas Elétricas de utilização Pública e gratuita em são Gonçalo Ponta Delgada, pelo Concessionário Nissan - Auto-Elgê Lda, durante o primeiro trimestre de 2018
  • 3. Os Concessionários Renault, Nissan e Hyundai, comprometem-se a oferecer condições especiais na aquisição de viaturas elétricas às empresas subscritoras da cartilha durante o ano de 2018.

Grupo Marques

  • 1. Substituição da frota de ligeiros de passageiros por carros elétricos, com início em 2018
  • 2.Aumento da eficiência de equipamentos de iluminação, através da substituição gradual dos atuais equipamentos por outros mais eficientes (tecnologia LED), com inicio em 2018;
  • 3. Iniciar em 2018 um programa solidário com base em práticas internas de reaproveitamento de bens alimentares

Grupo SATA

  • 1. Alargar a implementação do sistema de Electronic Flight Bag à Azores Airlines até 2020 (reduções significativas no consumo de combustíveis e papel, e que já foi implementado na Sata Air Açores)
  • 2. Redução de papel através da implementação, em 2018, de cartões de embarque com impressão de dois segmentos, assumindo uma redução de impressão em 75.000 cartões de embarque
  • 3. Implementação e ampliação do projeto SATA Saudável, durante 2018, com vista a prevenir riscos profissionais e promover a saúde dos trabalhadores.

MELO Travel

  • 1. Certificação de sustentabilidade da Agência até 2019
  • 2. Redução do consumo de água em 10% a nível interno durante 2018
  • 3. Redução do consumo de electricidade em 10% durante 2018

Moinho Mó da Praia

  • 1. Recolher e utilizar a água da chuva para regas, lavagens e despejos na sanita, medindo sempre que possível.
  • 2. Disponibilizar um guia do ambiente aos hóspedes para motivar boas práticas, inc: cumprirem objetivo1 e pouparem água (informar sobre escassez de água na Graciosa ao longo dos tempos); separarem e reciclarem, utilizando recipientes que disponibilizamos;
  • 3. Cumprir os requisitos para alcançar o nível 5 de certificação Miosótis na próxima renovação da certificação (2019).

Natur Frozen Yogurt

  • 1. 10% Redução da utilização de papel em 2018
  • 2. 10% Redução do consumo de energia em 2018
  • 3. 10% Redução do consumo de água em 2018

Newtour

  • Reduzir o consumo de luz em 10% usufruindo ao máximo da luz natural e através da substituição de 100% das lâmpadas atuais por lâmpadas LED, até ao final de 2018.
  • Reduzir o consumo de papel em 10% através da substituição de 100% do papel atual por papel reciclado e da reutilização do mesmo para rascunhos, até ao final de 2018
  • Distribuir garrafas reutilizáveis a 100% dos colaboradores da empresa durante o primeiro semestre de 2018, e a novos colaboradores que entrem depois disso.

Nonagon

  • 1. Redução do consumo de eletricidade e água em cerca de 10% até 2020 a. Aplicação de redutores de caudal em todas as toneiras torneiras dos wc’s até 2020; b. Redução do consumo elétrico por parte das empresas residentes até 2020;
  • 2. Formação de ativos em gestão sustentável a. Garantir que a equipa Nonagon e representantes de todas as empresas residentes recebam formação específica em gestão sustentável, até 2020.
  • 3. No âmbito da atividade do Congress Center Nonagon, criar uma oferta de Green Mettings Events até 2020.

Observatório de Turismo dos Açores (OTA)

  • 1. Eliminar 100% das garrafas de água plásticas individuais
  • 2. Iniciar em 2018 a separação e contabilização de resíduos nas suas instalações
  • 3. Otimizar eficiência energética, com 10% na redução de consumos em 2018

Pestana Bahia Praia

  • 1. Redução do consumo de água em 5% para 2018 e redução do consumo de electricidade em 5% até final de 2019
  • 2. Redução do consumo de embalagens plásticas em 5% durante 2018
  • 3. Aumento do consumo de produtos locais em 5% durante 2018

Picos de Aventura -Animação e Lazer SA

  • Reduzir o consumo de luz em 10% através da substituição de 100% das lâmpadas atuais por lâmpadas LED, até ao final de 2018
  • Implementar um Programa de sensibilização para a sustentabilidade junto da comunidade escolar (mínimo três sessões) na ilha Terceira até ao final de 2018.
  • Reciclar 100% dos resíduos plásticos, papel e vidro, provenientes das nossas actividades, até ao final de 2018.

Plátano Hotels

  • 1. Reduzir consumos de água em 10% e de eletricidade em 5% durante 2018
  • 2. Reforçar a formação dos RH com um plano de formação anual com componente de formação interna e externa, aumentando em 5 horas a média individual
  • 3. Pertença: Reforçar sentimentos de à organização através da realização de ações de team building (2 por semestre, assegurando que todos os colaboradores participam pelo menos uma vez por ano).

Praia de Santos - Exclusive Guest House

  • 1. Submeter o alojamento a certificação miosótis durante 2018
  • 2. Substituir o café de pequenos almoços para uma gama biológica de forma faseada: 50% em 2018 e 100% até final de 2019
  • 3. Substituição de biscoitos e compotas de pequenos almoços por produtos locais com certificação de origem solidária (rede CORES) em 2018

Profrutos CRL

  • Otimização das rotas de transporte e distribuição de forma diminuir o consumo de combustíveis fósseis em 10% durante 2018
  • Substituição gradual e obrigatória dos equipamentos a combustível por equivalentes a energia elétrica, com início em 2018.
  • Redução dos consumos de água através da instalação de sistemas de rega automática em todas as estufas até 2020

Quinta do Abacate

  • 1. Realizar formação em gestão de sustentabilidade até 2019
  • 2. Reduzir a utilização da água da rede pública utilizando 200 litros diários de águas pluviais nos próximos 3 anos
  • 3. Implementar o sistema de escrita Braille nos diversos espaços da Quinta do Abacate até 2020

Quinta do Bom Despacho

  • 1. Zero Lixo para Aterro em 3 anos
  • 2. Formação contínua de Staff, aumentando em 2018 as horas de formação para um mínimo de 3h per capita/mês
  • 3. Abertura gratuita da Quinta ao público no mínimo uma vez por mês durante 2018

Quinta do Norte

  • 1. Redução do consumo de energia per capita em 10% durante 2018
  • 2. Incremento da separação de lixo em toda a quinta em 2018
  • 3. Redução da utilização de papel per capita em 10% durante 2018

Quinta Minuvida

  • 1. Support the local economy by using 100% Azorean products during breakfast at the quinta
  • 2. Reduce guest car use by 25% by implementing car sharing systems at the quinta connecting guests to one another for rides and transport and offering bikes on hire for guest use
  • 3. Reduce waste by 50% by composting more of day-to-day guest waste and encouraging guests to compost their food purchases on-site. Also provide reusable water bottles to avoid the purchase of wasteful plastic bottlesinate overuse of chemicals in agricult

Rent a Bike Azores

  • 1. Reduzir a distribuição de panfletos promocionais em 10% durante 2018, com vista a substituir toda a publicidade por formas digitais em 5 anos
  • 2. Politica interna de banir plásticos de utilização única e reduzir o número de embalagens
  • 3. Implementar uma politica interna de catering ético, definindo critérios e indicadores específicos durante 2018 (ex. produtos locais, frescos e exclusão faseada de águas engarrafadas)

Santa Bárbara Eco-Beach Resort

  • 1. Organizar duas campanhas de limpeza da praia de Santa Bárbara por ano
  • 2. Reduzir consumo de águas de descarga (WC), diminuindo o volume contido em todas as cisternas (durante o primeiro trimestre de 2018)
  • 3. Zero lixo para aterro em 5 anos

Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo (SREAT)

  • 1. Assegurar a formação de 10 quadros em gestão de sustentabilidade durante 2018 (oriundos da SREAT, Direções Regionais e de entidades sob a sua tutela)
  • 2. Implementar em 2018 um código interno de ética e conduta a adotar na SREAT, DR’s e entidades sob a sua tutela e que vise, entre outras, medidas de gestão eficiente de resíduos e de consumo responsável
  • 3. Substituir pelo menos 4 viaturas de combustão por viaturas elétricas na SREAT, DR’s e Serviços de Inspeção

Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), EPER

  • Redução, face aao ano anterior, de 10% de consumos em água, luz e papel até final de 2018.
  • Introduzir em 2018 separação de 100% do lixo em todos os edifícios, e análise do memso com vista à redução em anos posteriores.
  • Submissão de candidatura ao PO Açores de um programa de apoio a empresários para formação de topo em Gestão Sustentável

Turangra

  • Reciclar 100% dos resíduos plásticos, papel e vidro, através da colocação de ecopontos em todos os nossos espaços até ao final de 2018.
  • Reduzir o consumo de luz em 10% através da substituição de 100% das lâmpadas atuais por lâmpadas LED em todos os nossos espaços, até ao final de 2018
  • Reduzir o consumo de papel em 10% através do envio de documentação por e-mail e da substituição integral do suporte papel por papel reciclado, até ao final de 2018.

Unitral, Lda

  • 1. Formação de um gestor da empresa em gestão de sustentabilidade em 2018
  • 2. Redução consumos agua, energia e papel em 10% durante 2018
  • 3. Substituição gradual frota automóvel por veículos eléctricos (recusa de compra de veículos ligeiros de passageiros movidos a combustíveis fósseis)

Violante Pacheco de Medeiros ENI

  • 1. Otimização das rotas de transporte e distribuição, para reduzir o consumo de combustíveis fósseis em 5% em 2018
  • 2. Redução dos consumos de combustíveis fósseis 2 - substituição gradual dos equipamentos a combustível por equivalentes a energia elétrica
  • 3. Redução dos consumos de água – instalação de sistemas de rega automática

White - Exclusive Suites & Villas

  • 1. Organizar duas campanhas por ano de limpeza no molho do White
  • 2. Reduzir em 10% o consumo de energia durante 2018
  • 3. Reduzir em 10% o consumo de água por cliente hospedado durante 2018

EcoEvento

  • Medição de<br> Emissões

    Medição de
    Emissões

  • Compensação<br> das Emissões

    Compensação
    das Emissões

  • Compras<br/> Éticas

    Compras
    Éticas

  • Sem<br> Papel

    Sem
    Papel

  • Zero<br/> Embalagens

    Zero
    Embalagens

  • Catering<br/> Cuidado

    Catering
    Cuidado

  • Transportes<br/> Coletivos

    Transportes
    Coletivos

  • Alojamentos<br/> Sustentáveis

    Alojamentos
    Sustentáveis

Local

A conferência teve lugar no Nonagon, o primeiro Parque de Ciência e Tecnologia da Região Autónoma dos Açores. Está localizado na cidade de Lagoa, ilha de S. Miguel, e fica a cerca de 20 minutos do Aeroporto Internacional João Paulo II. Além de se apresentar como agente catalisador de sinergias nos processos de transferência tecnológica do ecossistema de inovação dos Açores, o seu auditório e centro de conferências dispõe de condições e standards de serviço excelentes. Por tudo isto, o Nonagon emerge como um candidato claro a reniões intercontinentais, e como potencial pioneiro na implementação da prática de Green Meetings dos Açores. Este eco-evento foi a sua estreia e demonstraram que, como em tudo o resto a que se propõem, estão prontos para liderar e inovar!

NONAGON - Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel
Rua da Tecnologia K – Epsilon, N.º 2
9560-421 Rosário, Lagoa
Tel: (+351) 296 249 400 E-mail: geral@nonagon.pt

Nonagon - Parque de Ciência e Tecnologia